sábado, 6 de julho de 2013

* A ARCA DE NOÉ



Chovia muito. O plic...plic... das águas não parava.
Em breve, os animais morreriam afogados.
Nosso Senhor teve pena deles. Mandou que o velho Noé os abrigasse. Este morava em uma grande casa.
Em uma arca. Fora presente do Senhor.
O bondoso Noé sorriu. Depois abriu a porta de sua arca.
Para lá subiram os animais, aos casais... um animal masculino e outro feminino:
O galo e a galinha
O peru e a perua
O coelho e a coelha
O pavão e a pavoa
O macaco e a macaca
Depois de alguns dias, a chuva parou. Uma pombinha branca foi ver a terra. Encontrou o sol a seca-la.
Então Noé abriu a porta da arca. De lá partiram os animais.
Foram para suas antigas moradas.
Até hoje vivem tranqüilos.
Cada qual com sua companheira:
O bode e a cabra
O porco e a porca
O boi e a vaca
O leão e a leoa
O cavalo e a égua
O carneiro e a ovelha
O cão e a cadela.
Nazir Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário